Em polvorosa, a semana cerra seu ciclo, vários foram os assuntos, reforma da previdência e trabalhista ocuparam seus lugares no cenário d...

Luciano Martins: Tens alguma responsabilidade?!

/
0 Comentários

Em polvorosa, a semana cerra seu ciclo, vários foram os assuntos, reforma da previdência e trabalhista ocuparam seus lugares no cenário deste amplo teatro, mas sem dúvidas, o facho de luz da república voltara-se para Curitiba. O tema é de todos e por todos conhecido.
A tão comentada oitiva rendeu, rende e rendará muitos comentários, sobretudo no campo jurídico. 

Contudo, daquela extensa “conversa”, se pudesse extrair uma única pergunta, aquela que lhe tenhasobressaltado aos olhos, qual seria? Diria sem dúvidas “O senhor ... entende que com esses fatos, ... o senhor entende que não tem nenhuma responsabilidade? - http://jornalggn.com.br/noticia/doutor-moro-o-senhor-se-sente-responsavel-por-destruir-empregos-perguntou-lula.

Calha ainda uma última recopilação: “entende que não tem nenhuma responsabilidade?”
A pretexto da construção textual que se propõe, não se ocupará aqui discutir os meandros e fatos que envolvem o caso em seu aspecto jurídico.

O vértice é outro. A pergunta retine de maneira entranhável, muito embora ali o sujeito seja determinado, ela traz consigo carga aparente de “sujeito indeterminado”.
Vamos adaptá-la, VOCÊ ENTENDE QUE NÃO TEM NENHUMA RESPONSABILIDADE?

O comportamento humano, amiúde, nos dá forte impressão de que o contexto social nos é imposto, inopinadamente, uma espécie de infortúnio.

Não está de todo errado, quem assim pensa. Esses, geralmente, não ajudam a escrever o contexto social do qual participam. Preferem responsabilizar o mundo.

A crítica construtiva é saudável, é democrática, a hipocrisia não.



Advogado e secretário adjunto da controladoria geral de Campo Grande



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.