O  cão continua a latir. O som martela quebrando  a noite em pedaços. Longe, Uma sirene revela que a vida  e...

Dante Filho: Dentro da noite vazia

/
0 Comentários



O cão continua a latir.
O som martela quebrando 
a noite em pedaços.
Longe,
Uma sirene revela que a vida 
e a morte seguem infrene.
Não existe silêncio na cidade.
Uma mulher chora
O louco conversa com o poste
Um homem caminha só. 
O infinito segue seu curso
No mistério de suas histórias.
Nada para
Nada cessa
Nos quartos há gemidos. 
O amor e o ódio não dormem.
Nas camas perduram os 
Restos diurnos.
O tempo inerte nos abraça. 
Tudo fica imerso na sua própria sombra.
Esperando amanhecer para fazer 
fumegar a máquina que nos tritura. 



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.