Na porcelana branca Que resplandece  a luz insípida Fica a ideia p álida de  que nada ultrapassa Barulhos da janela A cidad...

Poema: esboço

/
0 Comentários

Na porcelana branca
Que resplandece 
a luz insípida
Fica a ideia pálida
de que nada ultrapassa
Barulhos da janela

A cidade freme 
Lá fora

Mas aqui dentro
O mundo destrói
A si mesmo



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.