Tempos atrás, a imprensa campo-grandense mandava avisar a quem interessar possa que se anotasse o nome do engenheiro Sérgio Murilo, emp...

Sérgio Murilo e Rinaldo Modesto: apenas um cafezinho

/
0 Comentários

Tempos atrás, a imprensa campo-grandense mandava avisar a quem interessar possa que se anotasse o nome do engenheiro Sérgio Murilo, empresário que atualmente tem capital acumulado de mais de R$ 30 milhões, dono da empresa de tecnologia Enter Home, que utiliza um dos mais avançados sistemas tecnológicos para leitura e faturamento de distribuição de água e esgoto sanitário da cidade.

De acordo com informações do jornalista Nilson Pereira, numa nota publicada no site Top Mídia, em 05 de agosto passado, Murilo vem “sendo uma peça-chave na campanha da candidata tucana Rose Modesto”

De acordo com o divulgado, o empresário estava recebendo “elogios da coordenação geral por estar angariando vários aliados”.

E fechava o texto, afirmando: “anotem este nome, pois ganhando a eleição Rose deve escolher Murilo como um dos seus homens de confiança”.

Hoje o blog recebeu a informação de que Murilo – um personagem discreto e de pouca visibilidade política - e o deputado Rinaldo Modesto foram visto em estranha conversa numa padaria do bairro Santa Fé. 

Aparentemente, estavam tomando um cafezinho.

Não há lei que proíba um parlamentar (mesmo sendo irmão da candidata) de conversar com um empresário generoso. 

Cada um faz da vida o que deseja e se expõe como bem entende. 

O problema é que ao freqüentar locais públicos e conversar assuntos não convencionais as pessoas em volta ouvem, interpretam e maliciam. 

O que se sabe até aqui é que o cafezinho que embalava a conversa de ambos girava em torno de cifras para reverter a preferência do eleitorado em favor de Rose. 

Não sei se isso é fato ou mera especulação. Os nomes citados que se manifestem.

Um outro deputado, que passava pelo local, viu e ouviu tudo, e, em seguida, conversou por telefone com esse jornalista. 

Ele se encontrava num estado de inaudita excitação,e, talvez, tenha falado mais do que devia. 

Prefiro omitir seus comentários.

Ele queria, enfim, que esse encontro “histórico” ficasse registrado para a posteridade. 

A pedidos, assim estou fazendo. 



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.