A ficha funcional do vereador do PSDB, Lívio Viana Leite, não o credencia para  fazer denúncias contra ninguém.  Seu histórico como...

Lívio Leite: chega na Câmara assombrando todo mundo

/
0 Comentários

A ficha funcional do vereador do PSDB, Lívio Viana Leite, não o credencia para fazer denúncias contra ninguém. 

Seu histórico como funcionário público da esfera federal e estadual é um verdadeiro prontuário de negligência, imperícia e imprudência.

Sua vida profissional começa como médico perito do INSS. Em abril de 2015 deixou de comparecer ao emprego e entrou com processo de pedido de cedência com ônus para a origem no Governo do Estado.  

A solicitação foi indeferida pelo Ministério de Previdência Social, mas ele ficou sem comparecer ao trabalho durante quatro meses enquanto o processo corria. Recebeu todos os salários sem trabalhar. 

Depois pediu vacância do cargo. Mas não devolveu o dinheiro recebido. 

Logo em seguida, assumiu o cargo de médico-legisla na Secretaria de Justiça e Segurança pública do Estado, local onde não se registra seu comparecimento, visto que não existem exames ou laudos assinados por ele nessa fase de sua vida funcional. 

Servidores do órgão revelam que Lívio nunca prestou serviço na Sejus-MS. Há revolta contra ele por se tratar de - como dizem por lá - "mais um oportunista a sugar recursos públicos".

Paralelamente, Lívio assumiu o cargo de Secretário-Adjunto da Saúde do Estado, acumulando funções, de acordo com informações obtidas no site transparência. Ele podia expor esses vencimentos para o público pagante. 

Em dezembro de 2015, ele assumiu a vaga de Delei Pinheiro (PSD) e se tornou vereador em mandato-tampão. Num ato demagógico, declarou que ia doar o salário para uma instituição social. Ele nunca mostrou qualquer documento de que efetivou o ato. 

A vida funcional do vereador eleito pelo PSDB Lívio Leite é um mistério. Os registros oficiais dizem uma coisa, sua atividade diária parece ser outra. Com isso, ele vai ganhando polpudos salários fingindo que trabalha. 

Seus ganhos mensais - os valores que podem ser apurado com documentos - ultrapassam R$ 25 mil. 

Integrante da "bancada do Sérgio de Paula", Lívio leite é um dos três porquinhos do triunvirato mais estridente do próximo mandato da Câmara de Campo Grande, juntamente com André Salineiro e João César Mattogrosso. 

A diferença entre eles é que Lívio já chega na Casa assombrando.




Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.