A "CPI dos Fantasmas" na Assembléia Legislativa deu seu primeiro passo.  O documento foi assinado pelos seguintes deputado...

Deputados, sob constrangimento, avançam na CPI dos Fantasmas

/
0 Comentários

A "CPI dos Fantasmas" na Assembléia Legislativa deu seu primeiro passo. 

O documento foi assinado pelos seguintes deputados: Marquinhos Trad PSD), Pedro Kemp (PT), Amarildo Cruz (PT), João Grandão, o Cabo Almi;  coronel  David, Zé Teixeira (DEM), Lídio Lopes (PEN), Beto Pereira (PSDB); Rinaldo Modesto (PSDB), Márcio Fernandes (PMDB) e Renato Câmara (PMDB). Doze votos no total.

O requerimento precisava ser autografado por oito parlamentares. Participaram da sessão 22 deputados.

Os parlamentares tucanos ficaram sem saída: se não concordassem com a CPI confessariam a prevaricação. Chato isso, né? 

Trata-se de assunto espinhoso. O que Rinaldo Modesto ( irmão de Rose) fará com a sobrinha do presidente do TCE, Waldir Neves, que nunca foi vista perfumando o gabinete do nobre parlamentar? 

Quem levantou o tema no primeiro turno da campanha foi o ex-secretário de Azambuja, Athayde Nery. 

Na primeira hora, considerou-se a denúncia uma tacada de gênio do famoso marketing rasteiro. 

O assunto ganhou as ruas. O tucanato fez um massacre. As redes sociais bombaram. Teve até militonto fantasiado de fantasma em sessão na Assembléia Legislativa. 

O presidente da Casa, Júnior Mochi, não escondia o sorriso de satisfação. 

Levada ao extremo do jogo emocional, Marquinhos foi levado ao segundo turno. 

Agora o tema deu chabu. 

Ninguém sabe o que fazer com essa questão ectoplasmática. Culpa de Athayde que, dentro em breve, estará de volta a uma boca no governo de Reinaldo.

Quem sorri agora é a turma de Marquinhos. Dizem: "pau que dá em Chico, bate também em Francisco".



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.