N ão quero ser estraga prazeres, mas essa movimentação extemporânea do governador Reinaldo Azambuja para mostrar serviço o faz parecer c...

Corra Azambuja corra

/
1 Comentários

Não quero ser estraga prazeres, mas essa movimentação extemporânea do governador Reinaldo Azambuja para mostrar serviço o faz parecer com aqueles maratonistas de esteira de academia de ginástica: corre, corre, corre para não sair do lugar. 

Quem não vive o dia a dia do seu governo fica com a impressão de que aquilo que não foi feito em quase dois anos de governo de repente vem se concentrando em apenas duas semanas. 

Azambuja faz um investimento pesado em marketing para mostrar serviço, aparecendo no noticiário de maneira ostensiva, ora reunindo com professores da FETEMS para apresentar seu pacote de bondades, ora inaugurando equipamentos hospitalares, ora com os diretores da FIEMS...

Agenda extensa, positiva, maciça.

Hoje mesmo ele apareceu mostrando projeto na área de segurança, entregando viaturas e armamentos, enfim, nada como uma eleição para transformar um homem sedentário num esportista vibrante. 

Assim, o jornalismo oficial bomba notícias, dominando a mídia chapa-branca, num esforço tremendo para mostrar que Reinaldo faz e acontece. 

Ouço relatos irônicos sobre jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas e marqueteiros - todos esbaforidos, correndo pra lá e pra cá, suados, fingindo que estão fazendo algo relevante pelo Estado e pela cidade.

No facebook, whatsapp, etc,etc, o tucanato manda bala: a presença de Rose e Azambuja é maciça. 

Ou seja: há um exército monumental trabalhando para que a imagem do governo seja a melhor possível, praticamente nos intoxicando com informações sobrepostas e exageradas que, no final, nos levará à escala zero de absorção proteica. 

Só serve para engordar, mas não acrescenta nada de substancial.

Enfim, o esforço resultará em pouco porque Azambuja atira para todos os lados e não consegue ter uma marca identificadora com a sociedade. 

Ou melhor: até tem, mas ela é negativa, apesar de pesquisas mostrarem alguma simpatia pelo personagem jeca que ele representa. 

Aproveito para ressaltar que uma parcela ponderável da população lhe é simpática, o que, na minha modesta opinião, contem uma pitada de equívoco e outro de malícia. Mas deixa pra lá...

Diante disso, acho curioso os comentários dos leitores dessa massa de informação aspergida como se fosse confete num grande carnaval. 

Se Azambuja fizesse uma leitura média das respostas da sociedade esclarecida - uma pancadaria muitas vezes vulgar e degradante - talvez desistisse de correr tanto e concluísse que seria melhor recolher-se ao gabinete no Parque dos Poderes e pensar em fazer coisas mais sérias e produtivas. 

A corrida esfuziante do Governador não o levará a lugar nenhum. Sorry.







Posts Relacionados

Um comentário:

  1. Como você mesmo diz Dante, quando a equipe é ruim não existe santo que ajude kkkk

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.