A militância dos candidatos está tensa . As redes sociais estão fervendo. Qualquer comentário fora do esquadro os ataques vem de todos o...

Campanha estranha, momento maluco

/
0 Comentários

A militância dos candidatos está tensa. As redes sociais estão fervendo. Qualquer comentário fora do esquadro os ataques vem de todos os lados. O telefone não para: whatsapp, messenger, facebook e até e-mails. Tudo parece urgente. Há um grito parado no ar. Todas as tentativas são válidas para ganhar um votinho - qualquer um - mesmo que seja meu. 

As pesquisas eleitorais são difundidas em profusão. Denuncias de compra de votos pipocam por todos os lados. Afinal, o que vai acontecer? Teremos segundo turno em Campo Grande? Haverá surpresas? Há quem diga que Alex do PT reverteu a tendência e vai para as cabeças. Há quem diga que Coronel Davi será o grande azarão. Há quem diga que Marcelo Bluma surpreenderá. Há quem diga que Athayde Nery mantém a esperança de ir para o segundo turno. Sonhar é livre.

Enfim, tudo se diz, tudo se comenta, tudo se especula,e, como lembrou outro dia o Papa Francisco, "a vida é louca".  

Ontem a pesquisa IBOPE teve a divulgação suspensa pela justiça. Gerou-se um tremendo mal estar na cidade. Recebi de uma fonte exclusiva a seguinte informação: Marquinhos 42, Rose 20 e Bernal 18. 

Hoje a justiça eleitoral liberou a divulgação do IBOPE. Resultado: Marquinhos 38, Rose 29 e Bernal 20. O pessoal mais criativo - nosso jornalismo é cada vez mais incrível - diz que há "empate técnico". 

Esfreguei o olho várias vezes para ver se estava lendo corretamente, mas não consegui ver nada disso. Nem torturando barbaramente os números é possível enxergar "empate" nessa disputa. Mas tem torcedor que acredita que bola que bate na trave é gol. Uma questão de fé.

Tenho uma pergunta que não me sai da cabeça - e gostaria que os especialistas me respondessem: por que alguém impediria a divulgação de uma pesquisa quando ela lhe é  amplamente favorável? 

Vou guardar essa para encontrar a resposta mais tarde, talvez na manhã de segunda-feira, quando tudo terminar. 

Outra questão: por que algumas candidaturas martelaram durante quase vinte dias que as pesquisas eram falsas e agora comemoram-na como se fosse uma espécie de tábua de salvação no obumbrante mar revolto?

Não sei, não entendo nada, estou só assistindo....



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.