O governador Reinaldo Azambuja anuncia que enviará à Assembléia Legislativa uma reforma na estrutura administrativa do Estado. A papelada...

A reforma administrativa de Azambuja

/
0 Comentários

O governador Reinaldo Azambuja anuncia que enviará à Assembléia Legislativa uma reforma na estrutura administrativa do Estado. A papelada está sendo produzida pelo secretário Eduardo Riedel. 

A ideia será enxugar custos e dar maior agilidade às decisões governamentais.

Avisa-se ao distinto público que haverá extinção e fusão de secretarias, corte de funções e redução de cargos comissionados. Ou seja: o de sempre.

Na teoria, ótimo. Na prática, trata-se de esperar para ver. 

Ninguém gosta de reformas. Toda a vez que um governo se vê obrigado a fazer isso é porque está preparando um saco de maldades. 

No começo do Governo Azambuja escrevi um artigo de relativa repercussão mostrando esse movimento pendular daqueles que chegam ao poder: no primeiro momento, festa; no segundo, começam os muxoxos; no terceiro, punem-se os inocentes. 

Fui acusado de ressentimento e perseguido pelos capitães do mato.

Essa é a vida.

Azambuja parece que está acelerando: prepara agora a punição daqueles que sempre pagam o pato pela inépcia administrativa. 

Mesmo antes de conhecer o inteiro teor das propostas de reforma vou no cerne da questão: de nada adiantará essa pirotecnia publicitária - mais uma - se o núcleo duro permanecer o mesmo. 
Ou alguém imagina que será possível qualquer mudança na administração enquanto estiver mandando na máquina o famoso entorno da República de Maracaju?

Alguém arriscaria dizer que é viável qualquer reforma com Sérgio de Paula, Carlos Assis, Ivanildo Miranda, príncipes e reizinhos por todos os lados?

Vamos parar com brincadeira, né?




Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.