A edição desta segunda-feira do jornal Correio do Estado traz na manchete a última pesquisa IPEMS sobre as eleições de Campo Grande....

Pesquisa IPEMS provocará debates sobre turnos eleitorais

/
0 Comentários


A edição desta segunda-feira do jornal Correio do Estado traz na manchete a última pesquisa IPEMS sobre as eleições de Campo Grande. Marquinhos Trad segue na frente (40,2%), avançando 5 pontos em relação à pesquisa anterior do mesmo instituto. 

Rose Modesto (26%) indica pequena recuada (embora dentro da margem de erro) e Bernal cai um pouco (12%), cerca de 3 pontos, também na margem de erro, que representa 4 pontos para cima ou para baixo. 

O cenário apresentado indica que Trad pode vencer no primeiro turno se conseguir dar uma arrancada de mais 5 pontos, algo em torno de 10 a 15 mil votos, até o próximo domingo. 

Como previsto, algo que pode acontecer, caso ele permaneça sendo beneficiado pela onda que foi criada nos últimos dias de que a disputa poderá decidida em apenas um turno. 

Nesse sentido, o debate público vai se tornar mais acirrado em torno desse tema. 

É difícil apostar, a não ser que os indecisos (em torno de 12% do eleitorado) descarregue parcela expressiva dos votos no possível vencedor. 

São muitas variáveis em torno das expectativas a serem cristalizadas nos próximos dias. 

O Governo - com sua máquina - tentará certamente criar um "fato novo" para mudar os votos a seu favor. 

Bernal - com sua máquina - poderá reagir para tentar chegar ao segundo turno, apostando no desgaste de Rose Modesto. 

Marquinhos - aparentemente jogando apenas com seu cacife eleitoral - terá que manter as coisas como estão - sem marola - para vencer na primeira rodada. 

Seus adversários, certamente, tentarão criar obstáculos com o famoso "jogo pesado", no qual a força do dinheiro tem peso específico. 

E, assim, a mídia e as redes sociais entrarão em convulsão, divididas em torno da pergunta emblemática: haverá um ou dois turnos?









Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.