Há intensa movimentação política junto ao Tribunal de Justiça e Ministério Público estadual para tirar Gilmar Olarte e esposa da prisão. ...

Há intensa movimentação política para libertar Olarte e esposa

/
1 Comentários

Há intensa movimentação política junto ao Tribunal de Justiça e Ministério Público estadual para tirar Gilmar Olarte e esposa da prisão.

De acordo com informações colhidas nos dois órgãos há forte pressão para, ainda nesta semana, transferi-los para regime domiciliar.

Segundo um interlocutor do advogado do vice-prefeito, Jail Benites Azambuja, a delação seria a única maneira encontrada para alertar "o poder incumbente" do perigo que muitos estão correndo caso sejam reveladas as transações ocorridas na campanha governamental de 2014 e posterior a ela com caixa 2.

Além disso, Olarte estaria disposto a denunciar um deputado federal do PSDB, três desembargadores e um oficial de justiça por recebimento de propina.

O informante afirmou que a campanha de Rose Modesto e o governador Azambuja seriam "drasticamente afetados com as revelações".

Por enquanto, o único gesto concreto nessa direção foi a aceitação da renúncia do cargo de vice-prefeito, que já está assinada, mas não oficializada.

O fator preponderante da decisão de Olarte é a situação vivida por sua esposa, Andréia. "Ela está em frangalhos emocional, não resiste mais e vem implorando para Gilmar conte toda a verdade", informou o contato de Jail Azambuja.




Posts Relacionados

Um comentário:

  1. Digamos que o recado foi entregue, que os envolvidos receberam e como formigas atormentadas correm desordenadamente para tentarem se salvar. A toca está cheia de acessos a convidativas câmaras de prazeres, mas o formigueiro só tem uma saída. Estava tão fácil que não fizeram uma saída de emergência. Na saída principal um grande e faminto Tamanduá Bandeira (homenagem ao cerrado), espera a primeira formiga fujona que se aventure e "NHAC!!". Ou não, como diz Caetano Veloso, existem as formigas operárias, que trabalham até morrer para manter a rainha viva, e que podem fazer um novo buraco, talvez um rombo, e assim libertar as formigas devoradoras de papel moeda. E assim, mais uma vez, talvez sim, talvez não, o tamanduá da justiça vai dormir, com fome.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.