Francamente, tem gente exagerando . O Correio do Estado publica na edição desta sexta-feira reportagem assinada pela jornalista Lucia Mo...

Governo destina R$ 300 mil para ONG de deputado

/
4 Comentários

Francamente, tem gente exagerando. O Correio do Estado publica na edição desta sexta-feira reportagem assinada pela jornalista Lucia Morel em que somos informados que o Diário Oficial publicou desembolso de R$ 300 mil para uma ONG criada pelo Deputado Paulo Corrêa. 

A instituição tem o prosaico nome de "Onça Pintada". 

Seu objetivo é a diagnose de câncer de mama. O presidente da ONG é Rodrigo Costa Machado, chefe de gabinete do parlamentar. 

Procurado para falar sobre o assunto, o secretário de Saúde Nelson Tavares afirmou que se trata de uma emenda parlamentar do próprio Corrêa. Mais do isso não falou, saiu pela tangente. 

O presidente de entidade também pulou fora, afirmando que não podia conceder entrevista porque estava na "hora do almoço". 

Na minha opinião ingênua parece que tem gente brincando com dinheiro público. 

Vamos com calma, pessoal, o Mato Grosso do Sul não vai acabar amanhã.


Posts Relacionados

4 comentários:

  1. As "articulações" por aqui neste estado de MS ,as coisas parecem que se repetem,os antigos caciques dão espaço aos aprendizes de feiticeiro e acabam ficando sem opção.André o mouro que comandou muito tempo,teve a ascensão de alguns "antigos" amigos como Márcio Fernandes que esta na dúvida e Junior Mock que já esta tecnicamente fora do circulo.Mas vergonhoso são estes criadores de O sistema de fazer caixa com instituições espurias é alarmante no Brasil em MS tem vários donos, tanto no mundo politico ,como na iniciativa privada,e ninguém diz nada e quando diz se da mal, mas nada como o tempo, Lula e cia. é um bom exemplo.

    ResponderExcluir
  2. Não fosse a tal ONG para auferir votos, o deputado téria menos trabalho e alocaria o recurso para hospitais que já fazem o serviço com qualidade. Assim sendo, a conclusão é: votos com dinheiro público. Espero que a nossa justiça evolua para a fase em que está a Federal e começa a ligar os fatos aos interessados.

    ResponderExcluir
  3. Não fosse a tal ONG para auferir votos, o deputado téria menos trabalho e alocaria o recurso para hospitais que já fazem o serviço com qualidade. Assim sendo, a conclusão é: votos com dinheiro público. Espero que a nossa justiça evolua para a fase em que está a Federal e começa a ligar os fatos aos interessados.

    ResponderExcluir
  4. Este deputado adora criar coisas que seria chamadas de "pelo em ovo", é surtado e acha que o público em geral é um bando de abestados ,não é, e isto ficará claro em 2018,mas é bom saber o que ele vem fazendo a tempos é só pesquisar.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.