A TV Morena divulgou pesquisa de intenção de voto da próxima eleição em Campo Grande. Talvez mais importante do que os números divulgados...

Avaliação da pesquisa do IBOPE

/
0 Comentários

A TV Morena divulgou pesquisa de intenção de voto da próxima eleição em Campo Grande. Talvez mais importante do que os números divulgados - duvidosos ou não - seja o fato de que o veículo (Globo) tenha uma abrangência fenomenal entre todas as camadas da população e, por isso, funda um fato político incontestável. 

Ou seja: a informação contamina o dia a dia e passa a ser assunto popular.

Não gosto de discutir resultados de pesquisa. Todas elas são "verdadeiras" porque registram determinados momentos de uma campanha. 

Vivemos numa sociedade extremamente dinâmica. O verificado hoje pode ser diferente amanhã, em funções dos acontecimentos e das percepções das pessoas. 

Pesquisas erram e acertam. Pesquisas podem ser manipuladas por interesse político e financeiro. 

O custo financeiro das pesquisas em Campo Grande giram em torno de R$ 6 mil. A do IBOPE custou R$ 42 mil. Qual a razão? A TV Morena deve responder.

Quem já viveu bastante, sabe disso. 

Entre o momento da coleta de dados e o da divulgação existe um oceano de ocorrências que pode ou não provocar viezes nas pesquisas. Mesmo assim, elas indicam tendências. 

Pessoalmente, coloco sempre em dúvida levantamentos que tem margem de erro de 4% (como é o caso do IBOPE). Considero muito elevada. O ideal que essa margem ficasse em 2%. Mas esse critério cabe à contratante da pesquisa. 

Vamos aos números:

Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (3) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de Campo Grande: (íntegra da notícia aqui)

- Marquinhos Trad (PSD) - 31%
- Rose Modesto (PSDB) - 25%
- Alcides Bernal (PP) - 14%
- Alex do PT (PT) - 3%
- Coronel David (PSC) - 2%
- Rosana Santos (PSOL) - 2%
- Arce (PCO) - 1%
- Athayde Nery (PPS) - 1%
- Marcelo Bluma (PV) - 1%
- Pedrossian Filho (PMB) - 1%
- Suél Ferranti (PSTU) - 1%
- Aroldo Figueiró (PTN) e Lauro Davi (PROS) - não pontuaram
- Adalton Garcia (PRTB) e Elizeu Amarilha (PSDC) - não foram citados pelos entrevistados
- Branco/nulo - 13%
- Não sabe/ não respondeu - 5% 

Comentário: dentro das margens acho que os números são razoáveis; acho que branco/nulo e não respondeu (somando 18% algo discutível). 

De toda a pesquisa, apenas um dado me chamou a atenção: como é pode um prefeito como Alcides Bernal que, reconhecidamente, tem a maior rejeição da disputa, contar com uma visão benevolente de sua administração por 52%  da população(na soma dos quesitos ótimo/bom/regular), acima da visão negativa de 44% ( ruim/péssimo)?



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.