O aluvião de candidatos a prefeito de Campo Grande atordoa. Pergunte a um especialista em política local - jornalista, professor, soci...

Só o desespero explica o comportamento de Rose

/
1 Comentários


O aluvião de candidatos a prefeito de Campo Grande atordoa.

Pergunte a um especialista em política local - jornalista, professor, sociólogo, palpiteiro, etc, etc - para que lhe responda rapidamente quais os nomes de todos os postulantes à prefeitura da Capital.

Difícil, né? E isso porque a cidade está um caos, suas finanças estão esfrangalhadas, dívidas e problemas aos borbotões para todos os lados.

Imagine se o quadro fosse outro. Certamente, teríamos 50 candidatos. Rerere...

Mas reparem: todos - ou melhor, quase todos - estão levando a campanha no estilo low profile, ou seja, na maciota, sem avançar sinais. O dinheiro tá curto, o povo tá brabo, a política tá dando nojo.

Com exceção de Rose Modesto. Ela parece ser a única que está alegrinha com a festa. Há meses ela vem atropelando a lei eleitoral, cometendo pequenos delitos, se expondo em demasia, numa sofreguidão que dá o que pensar.

Nem bem o jogo começou, ela saiu às ruas desabridamente para pregar adesivos, juntamente com secretários de Estado, que deveriam estar cumprindo expediente.

Toda essa maluquice, está ensejando que seus adversários - e parcela da população - pondere a justeza que existe em alguém que recebe uma grana boa para ser vice-governadora sem precisar dar a mínima a ninguém, estando livre para fazer campanha eleitoral.

Onde estamos? Isso não é a casa da mãe joana! Rose devia abrir mão do salário e fazer campanha tempo integral. Isso seria boniteza.

Aliás, o governador devia exigir isso. Trata-se de uma questão republicana.

Ou será que, primeiro, ele vai  precisar pedir consentimento ao Sérgio de Paula?


Posts Relacionados

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.