O IBOPE registrou pesquisa no Tribunal Regional Eleitoral d Mato Grosso do Sul (TRE/MS) neste fim de semana e divulgará os resultados na...

Ibope divulga pesquisa para prefeito de Campo Grande na próxima semana

/
0 Comentários


O IBOPE registrou pesquisa no Tribunal Regional Eleitoral d Mato Grosso do Sul (TRE/MS) neste fim de semana e divulgará os resultados na semana que vem, até o dia 03 de setembro. O órgão contratante foi a TV Morena. A pesquisa custará R$ 45 mil e serão entrevistados 602 eleitores.

O IBOPE também pretende avaliar o desempenho do prefeito da Capital, governador e presidente da República.

O instituto, além do questionário de praxe, perguntará ao eleitor(a) quem ele (a) acha que "independente da indicação de voto será o próximo prefeito de Campo Grande".

Abaixo a abordagem técnica da pesquisa:

"Plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução e nível econômico do entrevistado; intervalo de confiança e margem de erro:

Representativo do eleitorado da área em estudo, elaborada em dois estágios. No primeiro estágio faz se um sorteio probabilístico dos setores censitários, onde as entrevistas serão realizadas, pelo método PPT (Probabilidade Proporcional ao Tamanho), tomando a população de 16 anos ou mais residente nos setores como base para tal seleção. No segundo e último estágio, dentro dos setores sorteados, os respondentes são selecionados através de quotas amostrais proporcionais em função de variáveis significativas, a saber: IDADE: 16-24 (masculino) 19% (feminino) 15%; 25-34 (masculino) 25% (feminino) 23%; 35-44 (masculino) 21% (feminino) 22%; 45-54 (masculino) 17% (feminino) 18%; 55 e+ (masculino) 18% (feminino) 21%; INSTRUÇÃO: Até Ensino Médio (masculino) 72% (feminino) 70%; Ensino Superior (masculino) 28% (feminino) 30%; NÍVEL ECONÔMICO: 

Economicamente ativo (masculino) 85% (feminino) 69%; Não Economicamente ativo (masculino) 15% (feminino) 31%. Está prevista eventual ponderação para correção das variáveis sexo e idade, com base nos percentuais anteriormente mencionados, caso ocorram diferenças superiores a 3 pontos percentuais entre o previsto na amostra e a coleta de dados realizada. Para as variáveis de grau de instrução e nível econômico do entrevistado, o fator previsto para ponderação é 1 (resultados obtidos em campo). O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada considerando um modelo de amostragem aleatório simples, é de 04 (quatro) pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. FONTE DOS DADOS: Censo 2010 | PNAD 2014 | TSE 2016 | Entre outras".


Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.