Servidores da secretaria estadual de saúde de Mato Grosso do Sul estão denunciando a nomeação da enfermeira Arlete Araújo Christensen, em ...

Servidores da Saúde denunciam nomeação indevida no Governo Azambuja

/
0 Comentários
Servidores da secretaria estadual de saúde de Mato Grosso do Sul estão denunciando a nomeação da enfermeira Arlete Araújo Christensen, em abril deste ano, para o cargo de Gerência-Executiva e Assessoramento.

Em 26 de julho de 2014, o então prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), exonerou Arlete Christensen, que ocupava o cargo de diretora da DRIS (Diretoria de Relações Institucionais) na Sesau (Secretaria de Saúde de Campo Grande), por suspeita de envolvimento na chamada Máfia do Câncer.

Ela tinha estreitas ligações com o médico Adalberto Siuf.

A enfermeira havia sido flagrada em ligações telefônicas interceptadas pela Polícia Federal com autorização judicial, durante Operação Sangue Frio em 2012.

Na época o envolvimento de Arlete Araújo foi confirmado pelo MPE, mas seu papel não foi revelado.

Na época em que a enfermeira foi flagrada em escutas, ela ocupava o cargo de Chefe da Coordenadoria de Controle e Avaliação Ambulatorial e Hospitalar, subordinada a DRIS, durante a administração do prefeito Nelsinho Trad (PMDB).

Dentre as atribuições da servidora estavam as atividades de supervisionar a autorização prévia dos procedimentos ambulatoriais e hospitalares especializados e avaliar as ações de saúde nos estabelecimentos ambulatoriais e hospitalares.

Mesmo com esse curriculum, ela foi ganhou cargo e atua como organizadora do programa Caravana da Saúde.

Tamo junto e com tudo dominado.




Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.