R esolvi manifestar minha tristeza com o Corinthians publicando este artigo. O texto é um desabafo sobre a queda do time na tabela faltan...

Alexsandro Nogueira: O grande desapontamento

/
0 Comentários

Resolvi manifestar minha tristeza com o Corinthians publicando este artigo. O texto é um desabafo sobre a queda do time na tabela faltando poucas rodadas para fim do Brasileirão. A equipe desaponta em campo e eu vivo uma espécie de pesadelo diário. 

Meu flagelo começa com manhãs reflexivas e culmina em noites insones. Mas o pior martírio fica nos corredores do serviço. Ali, no prédio onde cumpro expediente e circulo pelas repartições, colegas atrevidos apontam o dedo para mim zoando: “Cadê o Timão campeão?”. 

A pergunta emblemática me deixa cabisbaixo e sem resposta. Até o término da competição, essa será minha rotina. O pior de tudo é que não tenho mais coragem de olhar para aqueles são-paulinos arrogantes e estufar o peito profetizando que o Tricolor será rebaixado. Até isso foi tirado de mim. Os caras estão jogando uma bola redonda e Hernanes vai livrar a equipe da degola.

Com a estima lá no chinelo, percebo grupos de outras agremiações comemorando o fracasso do meu time. Ouço risadas precedendo um tapinha nas costas e logo em seguida a frase: “É só um jogo de futebol, vai passar”. 

Saudosista, por esses dias, evoquei a lembrança do gordinho Ronaldo Fenômeno, que mesmo acima do peso guardava a bola nas redes. Dribles desconcertantes, chapéu no goleiro e gols magistrais. Éramos felizes e não sabíamos.

Infelizmente não temos mais aquele tecido adiposo em campo e sobrou a parca inspiração da dupla Rodriguinho e Jadson (que faz dupla com Jads?). Quanta mediocridade nas quatro linhas.

Na próxima rodada o Corinthians enfrenta seu maior rival: “Parmera”. Será um jogo estratégico, com direito a choro, revertério intestinal e muita emoção. Quem errar menos leva três pontos para casa.

A equipe do Palestra Itália encostou na liderança e está há cinco pontos de alcançar o Timão no topo da tabela. Em se tratando de um clássico regional é difícil prever um resultado.

O favorito é o Verdão que no segundo turno tratora os adversários. Já o Corinthians segue na ponta, mas com dificuldade de respirar na liderança, sobrevive com ajuda de aparelhos. 

Caso o alvinegro consiga a vitória, será o primeiro resultado convincente no segundo turno e praticamente sepulta as pretensões palestrinas, com a equipe do Parque São Jorge abrindo novamente 8 pontos para o Palmeiras.

Santos e Grêmio ainda estão vivos na competição, com chances numéricas de alcançar a liderança. Mas dificilmente isso vai acontecer. O tricolor gaúcho está mais interessado na libertadores e  o Peixe pouco inspirado, não convence.

Domingo o Corinthians terá a chance de se redimir. Joga em casa, os ingressos estão esgotados e uma torcida entusiasmada promete empurrar Jô, Arana e companhia para cima do Palmeiras. Basta saber se a mesma motivação das arquibancadas vai embalar o time em campo. Apostas?

Jornalista*



Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.