O prefeito Marquinhos Trad concedeu com exclusividade entrevista ao blog para comentar sua visão sobre aplicativos de carona paga em Camp...

Marquinhos Trad fala sobre Uber e taxis

/
1 Comentários

O prefeito Marquinhos Trad concedeu com exclusividade entrevista ao blog para comentar sua visão sobre aplicativos de carona paga em Campo Grande. Aqui vão as principais trechos do depoimento: 

UBER

"Em primeiro lugar quero esclarecer que não somos contra o uber ou qualquer aplicativo de transporte individual e coletivo na cidade. Mesmo porque ser contra o uber seria o mesmo que ser contra a lei da gravidade. Essa é uma realidade que se impõe em todos os lugares.Não podemos ser contra nada que o mundo moderno nos oferece". 

ATIVIDADE PRIVADA

"Nossa obrigação, como setor público, não é de intervenção em atividade da iniciativa privada e, sim, de regulação para atender a lei e a comunidade. As coisas funcionam assim  aqui na cidade, no estado, no país e em quase todo mundo.O prefeito é apenas árbitro entre taxistas e motoristas empresas de aplicativos de carona remunerada". 

LEGALIZAÇÃO

"Jamais a população será prejudicada com isso. ao contrário. Decidi publicar o decreto de legalização desses aplicativos para evitar aquilo que ocorreu em outras capitais, onde taxistas e motoristas de aplicativos confrontaram-se com violência."
.
CRIAÇÃO DO DECRETO

"Decidi criar esse decreto também para criar interlocução com os representantes do setor. Até então não sabíamos a quem nos reportar. como nos disseram, os aplicativos estão nas nuvens. como todos sabem, com nuvem ninguém conversa."

REGULAMENTAÇÃO

"Toda a atividade econômica deve ser regulamentada para que gere benefícios e recursos para o conjunto da população. A legalização das atividades dos aplicativos é importante para dar segurança ao usuário. a quem ele recorrerá em caso de acidentes?. "

GRUPOS DE PRESSÃO

"Não editamos o decreto para beneficiar taxistas nem prejudicar a população. Nós jamais faremos o jogo de cartéis ou monopólios. Temos responsabilidade com a coletividade não com grupos de pressão."

AUDIÊNCIA PÚBLICA

"Decidimos ampliar o debate sobre esse tema, visando dar segurança aos trabalhadores do setor  e à população. não vamos acabar com o uber nem com qualquer outro aplicativo."
Vamos realizar audiência publica para ouvir os setores da sociedade tendo por escopo o decreto editado na última sexta-feira."

MOBILIDADE URBANA

"Queremos afirmar que desejamos discutir com a sociedade o transporte público urbano de maneira ampla, profunda e adequada, sem ultrapassar os marcos legais nem os limites éticos exigidos pela nova cidadania que está se formando. Nosso compromisso é com o crescimento da cidade, sem que isso signifique onerar a população". 







Posts Relacionados

Um comentário:

  1. Parece que de fato o aplicativo de transporte Uber é mais seguro, mais rápido,mais barato,...

    Qual o problema?

    Seria o de poder se tornar monopólio e praticar preços exorbitantes no futuro?

    Seria a dificuldade de controle e cobrança de impostos pelas prefeituras?

    Seria a extinção dos táxis, como já ocorreu com com as carroças?

    Concordo que não há como ser contra a lei da gravidade, bem como do avanço tecnológico dos meios de transporte e de comunicação.Parece que o Uber é como a internet, veio pra ficar porque é muito mais eficiente que o que existia.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.