Campo Grande tem, por enquanto, 15 candidatos a prefeito. Na minha opinião - cada vez mais errática, reconheço - três concorrem pra ...

Campo Grande e o imenso laranjal

/
0 Comentários


Campo Grande tem, por enquanto, 15 candidatos a prefeito.

Na minha opinião - cada vez mais errática, reconheço - três concorrem pra valer e os demais,ou  são laranjas do poder ou estão no páreo para folclorizar a democracia eleitoral. 

Marquinhos Trad, Alcides Bernal e Rose Modesto concorrem. Eles estão no jogo do poder.Os demais estão a serviço de Azambuja, de Bernal ou dos irmãos Trad.

 Suel, a menina maluca do PSOL (Rosa Santos ), Elizeu Amarilha e tantos outros estão aí para nos fazer rir. 

Coronel Davi talvez tente sair por fora. Luiz Pedro Guimarães idem. Vamos ver. 

Enfim, não dá para falar de todos, mesmo porque não dará tempo para que a população memorize tantos nomes em 45 dias de campanha. 

Muitos foram contratados pelo Governo do Estado para bater em Bernal e Marquinhos Trad. 

Outros tantos foram contratados por Trad e Bernal para bater em Rose. 

O teatro só deixará claro o papel de cada ator no transcorrer do espetáculo. 

Muitos não gostam que logo de cara esse papel de coadjuvante a serviços de (algum) poder seja escancarado. 

O que se pode fazer?

Seria muito interessante que a primeira frase desses candidatos, assim que começar a propaganda eleitoral, fosse: "eu não estou aqui para atender interesses de ninguém". E falasse claramente o que pensa de seus concorrentes. 

A relação com o governador deve ser um capítulo à parte, porque ele e o PSDB estão deixando claro que todos estão a venda. Vejam os  casos  do partido de Tereza Cristina e Dagoberto Nogueira. Uma vergonha!
Por isso,  não comece fazendo propostas para a cidade. A maioria delas é inexequível. São peças mentirosas de propaganda. Diga logo de cara o que pensa de Bernal, Trad e Rose. 

Coloque Azambuja no meio porque ele tá pensando que é o coronel de todos.

Essa é a única maneira de estabelecer uma diferença real do status quo.

Caso contrário, estaremos aqui para apontar esse quadro de maneira crítica e aberta, mesmo que esposas, filhos, mães e pais, amantes etc, etc, etc, se ofendam. Não tô nem aí com isso. 

Política não se faz com sentimentos pueris. Política é coisa de adultos. E os candidatos devem ser tratados como adultos.

Chega de hipocrisia. 

A melhor campanha eleitoral é aquela que fala a verdade. Que toque a alma das pessoas. Que nos faça acreditar que os nossos problemas tem solução por meio de gestão honesta, eficiente e transparente. 

O resto é balela.


PS - Perguntei pelo facebook ao candidato Athayde Nery se ele seria "laranja" de Azambuja. Ele não respondeu. Mal sinal. Mas recebi uma mensagem de meu querido amigo Fausto Matto Grosso Pereira, que diz o seguinte: "o protagonismo pela candidatura própria do PPS foi do grupo histórico do partido, que não admitia o partido coligado nem com Rose nem com Bernal. Houve também grande empenho da Direção Nacional para que essa candidatura própria acontecesse". Vai aprendendo, Athayde.


Posts Relacionados

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.